Grande São Luís | MA Quem somos | Fale conosco
 
 
ENVIAR POR E-MAIL
Oficiais pressionam Eurídice para criar mais vagas de coronel na PM

Um grupo de oficiais superiores da Polícia Militar - todos ligados à cúpula da Secretaria de Segurança - está tentando convencer a titular da pasta, Eurídice Vidigal, a criar mais vagas de coronel nos quadros da PM.

Atualmente, a polícia maranhense conta com 13 coronéis. O objetivo do grupo é que sejam criadas, pelo menos, mais quatro vagas, a serem preenchidas pelos aliados de Eurídice, atropelando os intertítios e tempo de antiguidade dos colegas.

Para denunciar o que chamam de “esquema político” na PM, tenentes-coronéis que já contam até 11 anos no posto sem promoção, encaminharam uma carta de quatro páginas ao próprio governador Jackson Lago (PDT).

No documento, intitulado “Secretária de Segurança quer por força promover coronéis, desrespeitando a ética e o bom senso”, os oficiais denunciam que há até Major na lista para ser agraciado com promoções. Segundo ele, caso isso ocorra, havrá uma crise na PM, uma vez que oficiais mais antigos podem ser preteridos nas promoções.

A primeira proposta do grupo ligado a Eurídice Vidigal, segundo o documento a que este blogue teve acesso, era mandar compulsoriamente pra a reserva todos os coronéis e tenentes-coronéis mais antigos.

Chegaram a mandar um Ofício com a sugestão à Casa Civil do Governo do Estado. segundo o documento, pelo menos um tentente-coronel com tempo de serviço e merecimento para ser promovido foi obrigado a ir para a reserva sem chegar ao posto máximo da corporação.

A proposta de criação das novas vagas já teria, inclusive, sido encaminhado ao gabinete do governador, para ser encaminhado à apreciação da Assembléia Legislativa. Aidéia é promover os apaniguados usando o subjetivo critério “Por Bravura”.

No documento, os oficiais que denunciam o esquema fazem um apelo ao governador: “não permita, por favor, que tal possibilidade se torne realidade, pois, se ocorrer, certamente haverá um desconforto entre os oficiais preteridos, e, lamnetavelmente, nós diremos: acabaram-se as esperanças”.

No final, os oficiais deixam claro não serem contrários à criação de vagas de coronéis. Só não aceitam que sejam criadas para abrigar apaniguados políticos. E concluem com uma cobrança ao governador:
- Faça o slogan do seu governo - ”é a vez do povo” - valer como “é a vez dos que realmente merecem”.

 
Blog do Marco DEca
 
 
Páginas: Resultados: 1 to 0 de 0
Páginas:

1  2  3  >>  >>|  Resultados: 1 a 20 de 14559 Páginas