Grande São Luís | MA Quem somos | Fale conosco
 
 
ENVIAR POR E-MAIL
Presa dupla suspeita de homicídio contra auditor fiscal
A Secretaria de estado de Segurança Pública (SSP) apresentou, na manhã desta segunda-feira (30), durante entrevista coletiva no Auditório Leofredo Ramos, dois homens suspeitos de cometer homicídio contra o auditor fiscal do Estado do Maranhão, José Maria Alves, o Zé de Maria, de 56 anos.

A prisão de Eduardo Dias Silva, 27 anos, detido em Santa Inês na quinta-feira (26), e Pamelo Cardoso Almada, o ‘Tatá’, 21 anos, preso na tarde do sábado (28), no município de Santa Luzia do Tide, se deu após várias investigações policiais da Superintendência de Polícia Civil do Interior (SPCI), em conjunto com o Serviço de Inteligência da SSP.

O crime aconteceu no dia 1º de abril. A vítima foi encontrada, na manhã de 2 de abril, interior de seu veículo, uma camionete S10, totalmente carbonizada, a poucos metros da Rodovia 222, nas proximidades da cidade de Itapecuru-Mirim. De acordo com informações policiais, testemunhas ainda teriam encontrado no local uma garrafa pet de dois litros com resquícios de álcool.

O secretário de Segurança Pública, Aluísio Mendes, destacou o trabalho de investigação da Polícia Civil afirmando se tratar de um ‘crime bárbaro com requintes de violência’. “A Polícia conseguiu solucionar mais um crime, de maneira rápida, efetuando a prisão dos envolvidos. Isso comprova o excelente trabalho que as polícias tem feito. Estamos dando respostas à sociedade, e nenhum crime, seja ele de qualquer natureza, permanecerá impune em nosso estado”, disse Aluísio.

Segundo o superintendente do Interior, Jair Lima de Paiva, o crime teria ocorrido em função de motivação financeira e um suposto envolvimento emocional da vítima com Eduardo Dias há mais de três anos.

Durante as investigações, a polícia teve acesso a um vídeo em que mostrava o veículo da vítima sendo seguido pelo carro de Eduardo minutos antes do crime, próximo ao município de Itapecuru Mirim. Após a prisão, os dois confessaram a autoria delituosa. Os policiais civis ainda encontraram com os dois, algumas jóias de ouro da vítima, como pulseira, pingente, anel e alianças.

Além do secretário Aluísio Mendes e do superintendente Jair de Paiva, esteve presente também, na entrevista coletiva, o delegado geral de Polícia Civil, Nordman Ribeiro.

Eduardo Dias Silva e Pamelo Cardoso Almada ficarão agora à disposição do Poder Judiciário.
 
 
 
Páginas: Resultados: 1 to 0 de 0
Páginas:

1  2  3  >>  >>|  Resultados: 1 a 20 de 14559 Páginas