A quantidade de armas nos fóruns surpreendeu a Corregedoria e os militares da Polícia Militar
 
  Grande São Luís | MA Quem somos | Fale conosco
 
 
ENVIAR POR E-MAIL
Justiça recolhe 1.980 armas em fóruns

A Corregedoria Geral da Justiça recolheu 1.980 armas em fóruns de nove comarcas, entre os dias 16 e 20 de maio, de acordo com orientação do corregedor Antonio Guerreiro Júnior.

Foram encaminhadas a batalhões e companhias da Polícia Militar de Caxias, Coroatá e Chapadinha 592 armas de fogo e 1388 armas brancas que não mais interessavam a processos penais, mas estavam em salas e depósitos sem segurança - um convite sempre atraente para bandidos.

Pela primeira vez a Corregedoria adota procedimento incisivo para coibir o roubo de armas em comarcas do interior – um dos maiores desafios do Judiciário estadual. Desde o primeiro ano passado – o primeiro de gestão – o corregedor cobra insistentemente a juízes uma definição sobre o assunto, também com respaldo do Conselho Nacional de Justiça (CNJ).

Relatório entregue ao corregedor pela equipe de assessoramento militar que realizou a operação mostra a Comarca de Buriti (a 330 km de São Luís) como a recordista em posse de armamentos: ali foram recolhidas 297 armas, 64 delas de fogo. Entre essas, 64 eram espingardas. A comarca puxa da liderança em armas brancas.

A quantidade de armas nos fóruns surpreendeu a Corregedoria e os militares da Polícia Militar responsáveis pelo recolhimento, e provocou alteração no planejamento do trabalho, explica o corregedor.

A operação prevista para cobrir 18 comarcas em cinco dias só pode ser realizada em nove. Foram necessárias quatro viagens em veículos utilitários com carga completa para levar o equipamento a batalhões e companhias.

 
 
 
Páginas: Resultados: 1 to 0 de 0
Páginas:

1  2  3  >>  >>|  Resultados: 1 a 20 de 14559 Páginas