Agricultores na aula prática aprendendo a manusear o defensivo agrícola
 
  Grande São Luís | MA Quem somos | Fale conosco
 
 
ENVIAR POR E-MAIL
Defensivos agrícolas: agricultores recebem treinamento
Destaque nacional em produção de alimentos, segundo a reportagem “As 20 metrópoles brasileiras do futuro”, publicada pela revista Veja no final do passado, o município de São José de Ribamar continua recebendo, por parte da administração do prefeito Gil Cutrim (PMDB), importantes políticas públicas de incentivo à agricultura familiar.

Nesta última semana, a Prefeitura promoveu treinamento em aplicação de defensivos agrícolas, que teve como público alvo trabalhadores rurais do pólo agrícola de Panaquatira. A capacitação foi fruto de uma parceria realizada entre o governo municipal e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (Senar).

No curso “Aplicação de Agrotóxicos", os agricultores receberam informações sobre a preservação do meio ambiente até a utilização de EPI (Equipamento de Proteção Individual), visando à aplicação correta de produtos agrotóxicos. A capacitação foi dividida em aulas teóricas e práticas.

O treinamento foi considerado fundamental, visto que, atendeu a demanda apresentada pelos trabalhadores de todas as culturas existentes no pólo agrícola, além de oferecer as principais noções para o trabalho do aplicador de agrotóxicos no que se refere à compra dos produtos e ao prazo de carência – intervalo entre a aplicação e a liberação para venda e consumo.

“O treinamento foi importante porque irá nos ajudar a cuidar melhor das nossas plantações. Mais uma vez, o prefeito Gil Cutrim mostra que tem compromisso com os agricultores de Ribamar”, comentou o agricultor Pedro Sousa.

Segundo o levantamento feito pela revista Veja, São José de Ribamar, impulsionada pela produção de alimentos, apresentou a taxa média anual de 8% de crescimento econômico, o dobro da média nacional que foi de 4%, em 2010. O município, de acordo com a reportagem, superou as demais cidades destacadas no segmento “produtos alimentícios”, quais sejam Bragança (5,5%), no Pará; Vitória de Santo Antão (5,3%), em Pernambuco; e Toledo (4,3%), no Paraná.

Também no ano passado, é importante destacar, São José de Ribamar foi classificada pela Secretaria Nacional de Segurança Alimentar e Nutricional como referência brasileira em aquisição de alimentos da agricultura familiar para a alimentação escolar.


O significativo avanço econômico do município explica-se pelas várias ações, iniciadas na gestão do ex-prefeito Luis Fernando e que estão tendo continuidade no governo Gil Cutrim, de incentivo à produção de alimentos.

Entre os principais programas e projetos de estímulo à produção da agricultura familiar e da pesca, implantados pela Prefeitura, destacam-se: municipalização da assistência técnica agronômica e veterinária; capacitação de agricultores familiares e pescadores; facilitação do acesso ao crédito (os técnicos da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento elaboram gratuitamente os projetos de financiamento para os agricultores familiares e pescadores); infra-estrutura viária, de energia e de irrigação; distribuição gratuita de sementes; apoio à comercialização e aquisição direta, pela Prefeitura, de produtos para a merenda escolar e assistência social; dentre outros.

Só para se ter uma idéia, em cinco anos (2005/2010), incluindo-se o proveniente do PRONAF (Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar), o volume de crédito aplicado na produção cresceu de R$80 mil para R$10 milhões.

No mesmo período, em decorrência das políticas adotadas, foram geradas no setor primário ribamarense mais de 1.200 oportunidades de trabalho e adquiridos pela Prefeitura cerca de 1 milhão de quilos de produtos, que se destinaram à alimentação escolar dos quase 20 mil alunos da rede municipal de ensino e à Cozinha Escola Municipal (uma escola profissionalizante que, além de formar culinaristas, fornece, diariamente, 200 refeições gratuitas a pessoas carentes cadastradas no Centro de Referência de Assistência Social da Prefeitura).

O resultado disso é que nos pólos agrícolas de São José de Ribamar se encontram, atualmente, inúmeras experiências bem sucedidas de cultivo de hortaliças, fruticultura, criação de galinha caipira, suinocultura e psicultura. A articulação sustentável, pelo governo municipal, de programas de educação, saúde e geração de renda torna visível a melhoria da qualidade de vida da população do campo.
 
 
 
Páginas: Resultados: 1 to 0 de 0
Páginas:

1  2  3  >>  >>|  Resultados: 1 a 20 de 14559 Páginas