São Luís | Maranhão
 
   


Matias Marinho
 



Já estamos no novo site
"Esquerda é coisa de gente rancorosa e invejosa", diz Lobão
Governadora lamenta a morte de Flor de Lys
Como a Prefeitura de São Luís vê sua casa
Guerrilha do Araguaia: Porto Franco homenageia João Carlos Haas Sobrinho
Uma greve que começou errada; conduzida de forma equivocada e de desfechos quase obscuros
TRT endurece a briga com os rodoviários grevistas
Greve: TRT diz não ter expedido mandado de prisão contra presidente do Sindicato
Mais uma vez, papelão de Waldir Maranhão no CQC. Pense num mala!
Bispo de Grajaú repudia decisão de juiz sobre aborto de anencéfalo
Um protesto contra a fedentina. Alô Caema, alivia a pressão aí sobre Castelo!
Caso Venancinho pode ser julgado nesta semana no TSE
Gilberto quer praça da Juventude em bairros de Paço
Pastor Bel revela que Edinho estaria em coma profundo
Abortada tentativa de rebelião em Pedrinhas
Luís Fernando faz abertura de Seminário em Rosário
Bacelar: o tresloucado, mas, nem tanto, defensor do governo na AL
Mais uma da Justiça: Desembargadores decidem arquivar processo contra juiz Douglas Amorim
Greve e nóticia sobre Edinho acabaram com a viagem de Roseana à Brasília
Desembargador revoga soltura do vereador de Tuntum


Páginas: 1  2  3  >>  >>|

  Resultados: 1 a 20 de 662 Páginas

31/05/2011
"Esquerda é coisa de gente rancorosa e invejosa", diz Lobão

Teve clima de show de rock, com direito a aplausos e vaias, a mesa com o cantor Lobão na tarde de domingo no Festival da Mantiqueira, em São Francisco Xavier (138 km de São Paulo).

Fazendo jus ao evento literário, o tema do debate seria o livro "50 Anos a Mil", autobiografia que o cantor lançou no ano passado.

Quando tratou de política, as vais surgiram, ainda que tímidas, mas, sintomáticas.

Lobão definiu a esquerda como "coisa de gente rancorosa e invejosa".

Em outro momento, o cantor reclamou que há um "excesso de vitimização na cultura brasileira". "Essa tendência esquerdista vem da época da ditadura. Hoje, dão indenização para quem sequestrou embaixadores e crucificam os torturadores que arrancaram umas unhazinhas", completou.

Foi o mundo da música que, no entanto, rendeu os momentos mais apimentados da palestra.

Ao comentar a música "Me Chama", seu principal sucesso, Lobão disse não ter gostado da versão gravada por João Gilberto.

"João Gilberto tirou o ritmo de tragédia maníaca de Me Chama. E ele ainda não cantou a parte: Nem sempre se vê mágica no absurdo. Disse que não entendeu essa parte. Se ele tivesse me ligado, eu teria explicado".

 
 
Páginas:
Resultados: 1 to 0 de 0